13 DE NOVEMBRO

Veja aqui mais fotos de dia 13 de novembro

A sessão de abertura oficial da ENOVE+ decorreu, de forma informal, no átrio do edifício principal do Campus Politécnico a 13 de novembro. A sessão esteve a cargo do Coordenador da Feira de Emprego e Empreendedorismo, Artur Romão, da Presidente da Câmara Municipal de Portalegre, Adelaide Teixeira e do Presidente do Politécnico de Portalegre, Albano Silva.

ARTUR ROMÃO – COORDENADOR DA ENOVE+

“Agradeço a presença de todos agradecendo, principalmente, o contributo e o incentivo que têm dado a este Gabinete do Empreendedorismo e Emprego na organização deste evento, que é um evento importante do Politécnico de Portalegre e que tem, desde o inicio, o seu foco nos alunos e nos diplomados do Instituto, promovendo a sua empregabilidade com o objetivo, também, de servir as empresas da região.

Agradeço especialmente às empresas e às entidades que estão aqui presentes connosco, desde logo a Caixa Geral de Depósitos, que nos ajuda também a patrocinar este evento, a Nerpor – Associação Empresarial, Europe Direct, Euroacelera, Gabinete Invest da Câmara Municipal de Portalegre, a BioBIP com todas as empresas que estão nela sediadas, a Adecco, Click@lentejo, Geront, e também o Centro de Línguas e Culturas e C3i.

Uma palavra também para a explicação deste novo modelo da ENOVE+. Conforme é sabido, a ENOVE+ surgiu em 2008, por iniciativa da então Associação de Desenvolvimento Regional do Politécnico de Portalegre. Depois, essa organização passou a ser assumida pelo Gabinete de Empreendedorismo e Emprego e depois de duas edições realizadas em Portalegre e a terceira edição em Elvas, demos início a um percurso de itinerância pelos vários concelhos do distrito de Portalegre e não só, já que estivemos também em Estremoz.

Comemorámos a 10ª edição de novo em Portalegre, tivemos a 11ª em Elvas, e fruto das diferentes sugestões e da avaliação que fomos fazendo, optámos, desta feita, por recentrar o modelo e o conjunto das atividades desta Feira de Emprego e Empreendedorismo, daquilo que é, no fundo, a primeira das atribuições do Politécnico de Portalegre, definida nos seus estatutos.

A primeira atribuição deste instituto é a formação dos seus alunos e a facilitação da inserção dos diplomados na vida ativa. Este foco no estudante, este foco nos diplomados e na empregabilidade dos mesmos, servindo ao mesmo tempo aquilo que é a nossa comunidade local, regional, nacional, mas também internacional, foi o que nos motivou, neste novo modelo.
Estamos hoje aqui com um conjunto de atividades e com um programa rico que contou com a contribuição dos oradores, uns que estão presentes por convite nosso, outros que ofereceram a sua disponibilidade para eles próprios contribuírem nesta programação desde empresas, entidades não empresariais.

Temos um programa rico que começa hoje aqui nas escolas de Tecnologia e Gestão e Saúde do Politécnico de Portalegre e prossegue dia 19 na Escola Superior de Educação e Ciências Sociais e dia 20 na Escola Superior Agrária de Elvas.

Mais uma vez, muito obrigado a todos, a quem nos apoia, o Politécnico, a Câmara, empresas, o conjunto dos professores, funcionários não docentes e especialmente aos alunos do Politécnico de Portalegre, uma vez que é, também para eles, que nós trabalhamos.

Uma palavra de apreço à equipa do Gabinete de Empreendedorismo e Emprego que assume as despesas desta organização. Nesta edição, uma palavra especial para a Liliana que é bolseira e que assumiu grande parte do esforço desta organização.

Espero que o programa vos agrade.

Desde já peço desculpa se alguma coisa não decorrer de acordo com as vossas melhores espectativas e estamos cá para acolher as vossas sugestões e propostas para as próximas edições.”

ADELAIDE TEIXEIRA – PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTALEGRE

“É um orgulho enorme estar aqui convosco nesta feira de emprego e empreendedorismo que já vai na 12ª edição. Quero felicitar a organização desta atividade, deste evento que mostra o que o Instituto Politécnico e as suas valências podem oferecer e não é só ao concelho de Portalegre, é a toda a região. Tem um impacto incrível, e é também nesse sentido que o Município de Portalegre tem vindo a apostar na colaboração com o Politécnico, um parceiro natural e incontornável. Na Câmara Municipal, temos neste momento o espaço empresa, que tenta exatamente não só captar também empresas para a nossa região, mas também dar todo o apoio. É também aqui que o Instituto Politécnico tem colaborado, através da BioBIP acolhendo estes mesmos empresários que se querem fixar.

Uma boa novidade é que neste momento a zona industrial já é pequena para os pedidos que temos em termos de empresas que se querem fixar em Portalegre. Já estamos a pensar em aumentar, e obviamente que o Instituto Politécnico será sempre aqui o nosso parceiro. É aqui que se formam e que se produz conhecimento, e é nesse sentido que a Câmara de Portalegre e o Politécnico têm de trabalhar no sentido de captar cada vez mais investimento e podermos fixar os jovens.

Um dos grandes problemas que nós temos na nossa região é exatamente a fixação de jovens, é uma questão demográfica. Temos todas as condições, características únicas de excelência e qualidade de vida, e queremos que essas pessoas se fixem aqui e se mantenham por cá. Muito obrigada mais uma vez à organização.“

ALBANO SILVA – PRESIDENTE DO POLITÉCNICO DE PORTALEGRE

“O professor Artur Romão já referiu a alteração que foi feita no programa da ENOVE+. Mudámos um pouco e refletimos aquilo que havia sido a nossa prática anterior. Por várias razões, ele já explicou algumas, mas de facto a fundamental está dita, queremos voltar-nos fundamentalmente para os nossos alunos e para a relação deles com o trabalho, com as empresas e com a futura profissão.

Temos também, para além da ENOVE+, os programas dos dias abertos esses mais voltados para as questões da oferta formativa para outro tipo de alunos, e se calhar conseguimos complementar as coisas e não querer fazer tudo ao mesmo tempo.

Portanto, esta ENOVE+ está, no meu ponto de vista, mais inserido naquilo que é os seus objetivos, os objetivos do Gabinete de Empreendedorismo e Emprego, e os objetivos de facto que se prendem muito diretamente com o que é o plano estratégico do Instituto Politécnico de Portalegre. E queria-vos dizer isso porque nós queremos cada vez mais uma ligação mais forte entre os nossos alunos, as empresas da região e, de alguma forma, um trabalho conjunto entre professores, alunos e empresas, num trabalho de formação e de investigação aplicada.

Nós temos todos o gosto em colaborar e ajudar a fazê-lo. Se essa colaboração e se esse trabalho for feito com o apoio de alunos e professores, no sentido de se criar uma ligação mais forte àquilo que é a investigação aplicada, em função de problemas da vida profissional, então estamos de facto a formar melhores alunos e estamos de certeza a aproximar os alunos das empresas, ao seu mercado de trabalho e à sua vida futura profissional.
Dizer-vos também, e para terminar, que a forma como o Gabinete de Empreendedorismo e Emprego organizou esta ENOVE+, com a qual eu estou perfeitamente de acordo, vai correr bem de certeza. Vai ser descentralizado pelas três unidades orgânicas que neste momento funcionam, os três edifícios, e vai ter alguma diversidade também com as empresas que de alguma forma têm que ver com as escolas em que vão funcionar. Vai correr bem de certeza e vai ser interessante e no final cá estaremos para concluir.

Não queria terminar sem dizer a todos e informar mais uma vez, porque é importante que todos saibam, mas é graças ao desenvolvimento da nossa BioBIP e à aposta forte que nós fazemos no Politécnico, da ligação das empresas aos nossos estudantes e professores no desenvolvimento das empresas, criarmos condições para que os nossos diplomados tenham capacidade para transformar ideias em empresas.

Nós vamos aumentar a nossa BioBIP no ano de 2020, e já a maior parte das pessoas sabem mas não é demais anunciar, que é um novo projeto de 3 milhões e 300 mil euros para aumentar a nossa incubadora, não só criando mais espaço de incubação, mas fundamentalmente criando laboratórios na área tecnológica e digital que vão permitir, de uma forma muito mais capaz, que se desenvolva essa investigação aplicada entre estudantes, professores e empresas.

Este é o nosso objetivo fundamental. É aquilo que de alguma forma ligamos ao ensino, à formação e investigação, e também à internacionalização neste caso.

É este trabalho, esta cumplicidade entre vários objetivos, que o Gabinete de Emprego e Empreendedorismo soube ler muito bem. Esta ENOVE+ é claramente uma feira que permite dar de alguma forma, visibilidade a este objetivo fundamental do Politécnico.

Desejo bom trabalho e que sejam bons dias de empreendedorismo e emprego. Que sejam claramente bons dias de relação entre alunos e empresas, que sejam bons dias de afirmação do Politécnico junto das empresas também e das empresas junto do Politécnico.

Um obrigado muito grande ao Gabinete de Empreendedorismo e Emprego por este trabalho e por esta organização.”